Insecta Shoes

segunda-feira, junho 26, 2006

Chegada a Ushuaia




Domingo, 9 de Abril de 2006

Decidimos adormecer com as cortinas abertas, então hoje às 7:20, quando acordámos com um nascer do sol espectacular. Levantei-me logo e corri para ir buscar a máquina fotográfica. Que espectáculo.


Nem queria ir tomar banho, só com receio de perder um momento bonito.
Fomos tomar o pequeno-almoço que era razoável, quando sai para ir tirar umas fotos ao hotel, estava um frio horrível, entre os 0º ou 2º graus.
A paisagem do nosso hotel é linda, estamos ladeados pela cordilheira de Darwin, cujos cumes estavam cobertos de neve.
Hoje o programa é um passeio de barco, para vermos a Ilha dos Pinguins, e a Ilha dos Leões Marinhos e almoçar na Estancia Harberton.




Que paraíso em que nós estamos, mas é uma paraíso muito gelado. Hiiiihhhh!!!!
Ushuaia é a ultima cidade no Fim do Mundo. A distância entre Ushuaia e a Antárctida são 1000 km.
Harberton foi a primeira estância estabelecida na Terra do Fogo, a 90 Km ao este de Ushuaia. Foi cedida pelo governo ao Reverendo Bridges nos finais do século passado.
A excursão começou na amurada turística, onde subimos para um catamaran, onde navegamos pelas águas da Baia de Ushuaia. Neste momento estamos a atravessar o canal Beagle. O passeio está a ser muito bom, a paisagem é muito bonita.
Uma vez no Canal Beagle, aparece o arquipélago onde se encontra a Ilha Alicia, habitada por uma importante colónia de cormoranes imperiais.
A navegação continuou pela Zona do Arquipélago Les Eclaireurs. Ali pudemos encontrar a Ilha dos Lobos, onde se observam as duas espécies de lobos marinhos típicos do canal (um e dois pelos). Sobre uma das suas ilhas foi construído o farol, que caracterizou Ushuaia.
Depois o catamaran continuou a navegar entre as costas de Porto Almanza (Argentina) e Porto Williams (Chile) entrando na Zona Mackinlay. Na ilha Martillo, observam-se pinguins de Magalhães.
A Ilha Navarino, um domínio chileno, situa-se abaixo do território argentino, separada dele por dezanove quilómetros de água.
A viagem de Ushuaia até ao restaurante que fica na Estancia Harberton, demorou 4 horas, nessa localidade as pessoas locais vieram nos receber ao barco.
O almoço foi muito agradável, uma parrilhada de carnes e salada. A sobremesa foi um gelado de framboesas coberto com chocolate.
No final da refeição aproveitei para dar um passeio, por esta localidade, até à beira da água. A pedido da Mimi, estive a recolher um bocado de Terra (Terra do Fim do Mundo) e para mim trouxe numa garrafa um bocado de agua de Ushuaia.
Voltei para o restaurante, para ir buscar as minhas coisas, quando vi que existiam uns cavalos mesmo ao lado do restaurante, fui lá fora para tirar umas fotografias, mas no meio do caminho encontrei um gato muito meigo, com muita falta de carinho.
Quando estava a olhar para os cavalos, vi ao lado da vedação o que parecia ser um outro gato, mas na realidade era uma raposa (zorro), consegui tirar algumas fotos, mas logo a seguir acabou a bateria da maquina fotográfica.
Quando estávamos a voltar para o barco, vi encostado à vedação de uma casa, uns ossos de uma baleia.
Já no barco, voltamos a avistar uns pinguins, os últimos resistentes, pois eles já abandonaram este local, porque o Inverno está a chegar e eles tomaram a sua rota de migração para locais mais quentes.

Sem comentários: