Insecta Shoes

sábado, setembro 06, 2008

Marley e Eu

Comecei a ler o livro no dia 28/08/2008 e acabei no dia 04/09/2008

VENCEDOR DO QUILL BOOK AWARDS NA CATEGORIA BIOGRAFIA.
A história enternecedora e inesquecível de uma família e do seu cão malcomportado que ensina o que realmente importa na vida.



Chamavam-se John e Jenny, eram jovens, apaixonados e estavam a começar a sua vida juntos, sem grandes preocupações, até ao momento em que levaram para casa Marley, "um bola de pêlo amarelo em forma de cachorro", que, rapidamente, se transformou num labrador enorme e encorpado de 43 quilos. Era um cão como não havia outro nas redondezas: arrombava portas, esgadanhava paredes, babava-se todo por cima das visitas, roubava roupa interior feminina e abocanhava tudo a que pudesse deitar o dente. De nada lhe valeram os tranquilizantes receitados pelo veterinário, nem, tão pouco, a "escola de boas maneiras", de onde, aliás, foi expulso.
Só que Marley tinha um coração puro e a sua lealdade era incondicional. Partilhou a alegria da primeira gravidez do casal e o seu desgosto com a morte prematura do feto, esteve sempre presente no nascimento dos bebés ou quando os gritos de uma vítima de esfaqueamento ecoaram pela noite dentro. Conseguiu ainda a "proeza" de encerrar uma praia pública e arranjou um papel numa longa-metragem, através do qual se fartou de "conquistar" corações humanos.
A família Grogan aprendeu, na prática, que o amor se manifesta de muitas maneiras... e feitios.



Críticas de imprensa
"Não é preciso gostar-se de cães para se apreciar esta divertida história."
The Wall Street Journal

"Definitivamente, o livro do ano para todos os que adoram cães."
USA Today



"É preciso ter um coração de pedra para se resistir a este livro."
The New York Times

Comentários dos leitores



Marley & Eu
Vivo, emotivo, sentimental, divertido..são poucos adjectivos para umas das mais belas obras que li ultimamente... Leiam, pois não se desiludem!


Marley & Eu: a Vida e o Amor ao Lado do Pior Cão do Mundo (título original, Marley and Me: Life and Love with the World's Worst Dog), é um livro não-fictício escrito pelo jornalista estadunidense John Grogan (1957 - presente).

Através de uma narrativa em primeira pessoa, John Grogan relata a história real de seu cachorro da raça labrador americano chamado Marley e sua participação durante 13 anos na sua vida.

O livro é um best-seller em vários países, inclusive no Brasil e nos Estados Unidos.

John e Jenny haviam acabado de se casar. Eles eram jovens e apaixonados, vivendo em uma pequena e perfeita casa e nenhuma preocupação. Jenny queria testar seu talento materno antes de enveredar pelo caminho da gravidez. Ela temia não ter vindo com esse 'dom' no DNA, justamente porque matara uma planta, presente do marido, por excesso de cuidado - afogando-a. Então, eles decidiram ter um mascote. Vão a uma fazenda, escolhem Marley, ao tomar contato com uma ninhada, porque também ficam encantados com a doçura da mãe, Lily; só depois têm uma rápida visão do pai, Sammy Boy, um cão rabugento, mal-encarado e bagunceiro. Rezam para que Marley tenha puxado à mãe, porém suas 'preces' não são atendidas. A vida daquela família nunca mais seria a mesma. Marley rapidamente cresceu e se tornou um gigantesco e atrapalhado labrador de 44 kg, um cão como nenhum outro. Ele arrebentava portas por medo de trovões, rompia paredes de compensado, babava nas visitas, apanhava roupas de varais vizinhos, e comia praticamente tudo que via pela frente, incluindo tecidos de sofás e jóias. As escolas de adestramento não funcionaram - Marley foi expulso por ter ridicularizado a treinadora. Mas, acima de tudo, o coração de Marley era puro. Da mesma forma que ele recusava alegremente qualquer limite ao seu comportamento, seu amor e lealdade também eram ilimitados. Marley repartia o contentamento do casal em sua primeira gravidez e sua decepção quando sobreveio o aborto. Ele estava lá quando os bebês finalmente chegaram e quando os gritos de uma adolescente de dezessete anos cortaram a noite ao ser esfaqueada. Marley 'fechou' uma praia pública e conseguiu arranjar um papel num filme de longa-metragem, sempre conquistando corações ao mesmo tempo em que bagunçava a vida de todo mundo. Por todo esse tempo, ele continuou firme, um modelo de devoção, mesmo quando sua família estava quase enlouquecendo. Eles aprenderam que o amor incondicional pode vir de várias maneiras.

Jonh e Jenny haviam acabado de se casar e queriam testar seu teste materno no dna mas não teria vindo com esse dom, pois acbara de matar uma planta por falta de cuidado, afogando-a. Então eles resolvem ter um mascote, vão a fazenda e encontram Marley,e também se deram com a mãe adoravel e comportada e o seu pai um cão rabuguento, mal-encarado,não comportado... Resam para que Marley não tenha vido com esse dom, mais suas presses não são respondidas.

Marley, arrebentava portas com medo de trovões, engolia jóias... Além de tudo Marley havia conquistado o amor daquela família, mesmo com tudo que ele fazia ele era amoroso e atrapalhão!

John Grogan (Detroit, 20 de março de 1957) é um jornalista e escritor estadunidense. Já era conhecido nos EUA por suas colunas, mas ficou conhecido no mundo todo pelo seu best-seller Marley & Eu (2005). Ele foi repórter e colunista de jornais de Michigan e da Florida antes de se tornar editor-chefe de uma revista de jardinagem. É colunista para o The Philadelphia Inquirer. Ele recentemente escreveu um livro chamado Bad Dogs Have More Fun(Cachorros Encrenqueiros se Divertem Mais, no Brasil).



John Grogan é colunista do Philadelphia Inquirer na Pensilvânia e ex-editor chefe da revista Organic Gardening publicada pela Rodale. Trabalhou como repórter, chefe de redação e colunista em jornais em Michigan e na Flórida. Ganhou inúmeros prêmios, incluindo o National Press Club’s Consumer Journalism Award. Vive em uma colina cercada de bosques na Pensilvânia com sua mulher, três crianças e uma labradora adorável chamada Gracie.

Sem comentários: