Insecta Shoes

terça-feira, junho 11, 2013

Fun Home - Uma Tragicomédia Familiar - Alison Bechdel

Best-seller internacional e obra pioneira, Fun Home descreve a relação frágil que Alison Bechdel manteve com o pai ao longo da sua infância e adolescência. Na sua narrativa, a história íntima e pessoal de uma família transforma-se numa obre cheia de subtileza e poder.

Exigente e distante, Bruce Bechdel era professor de Inglês e dirigia uma casa funerária - a que Alison e a família chamavam, numa pequena piada privada, a «Fun Home». Só quando estava na universidade é que Alison, que recentemente admitira aos pais que era lésbica, descobriu que o pai era gay. Umas semanas depois desta revelação, Bruce morreu, num suposto acidente, deixando à filha um legado de mistério, complexos e solidão.


«Uma autobiografia marcante, que tem tanto de romance como de comic; a narrativa é ágil, veemente e mordaz, e o traço descreve um mosaico perfeito que transporta o leitor para o ambiente claustrofóbico da casa da família Bechdel.»
ABC

«Uma história elegante, subtil e muito cativante.»
Publishers Weekly

«Uma história agridoce da relação entre um pai e uma filha; uma memória cativante, quase dolorosamente franca e com uma riqueza de pormenor impressionante.»
New York Times

«Graficamente admirável e poeticamente impressionante.»
Stern

«Uma obra-prima.»
Village Voice

«Uma autobiografia esplêndida, generosa e inteligente, com uma profundidade e uma ternura que poucos livros conseguem alcançar.»
Entertainment Weekly

«Esta memória complexa e intensa é uma declaração de amor não só de uma filha ao seu pai mas também de uma leitora aos livros da sua juventude. Uma obra iluminada por humor, lirismo, inteligência e honestidade emocional.»
The Times of London

«Se calhar os fãs de BD têm razão: a melhor literatura do século XXI pode muito bem ser encontrada nos romances gráficos e não-ficção. Fun Home é gráfico no seu conteúdo e no seu estilo, e é um representante admirável deste género literário emergente.»
USA Today

«Fun Home está pontuado de compaixão, frustração, arrependimento e amor - sempre com uma ironia literária que nos faz pensar acerca da tarefa quase impossível de sermos fiéis a nós mesmos e àqueles que fizeram de nós quem somos.»
Salon.com

«Uma magnífica obra literária.»
Welt am Sonntag

«Uma narrativa gráfica de invulgar riqueza, profundidade, qualidade literária e complexidade psicológica.»
Kirkus Reviews

«Inteligente, destemido e cheio de humor negro. Uma obra-prima sobre duas pessoas que vivem na mesma casa, mas em mundos diferentes.»
Time

Sem comentários: