Insecta Shoes

quarta-feira, agosto 31, 2011

O Ladrão de Sombras - Marc Lévy

Comecei a ler este livro no dia 30/08/2011 e acabei no dia 31/08/2011.

No seu novo romance, Marc Levy conta a história de um rapazinho com um dom invulgar: ele consegue "roubar" as sombras das pessoas com quem se cruza. Ao princípio, acontece-lhe involuntariamente e isso chega a assustá-lo. Sempre que se cruza com alguém - seja um amigo, um inimigo ou um perfeito desconhecido -, a sombra da outra pessoa passa a segui-lo. Por vezes contra a vontade do rapaz, as sombras contam-lhe os mais profundos desejos, temores e aspirações das pessoas a quem pertencem. E o rapaz vê-se em mãos com um dom que traz uma grande responsabilidade: ao saber estes segredos, terá de ajudar as pessoas - ajudá-las a recuperar "essa pequena luz que lhes iluminará a vida". Durante umas férias de Verão à beira-mar, apaixona-se por uma rapariga muda, chamada Cléa, com quem comunica através da sua sombra. E a sombra deste primeiro amor acompanhá-lo-á durante anos... Mais tarde, o nosso "ladrão de sombras" torna-se estudante de Medicina, e debate-se com a questão de usar ou não o seu dom para ajudar a curar - tanto os seus pacientes como os seus amigos. Afinal, será ele verdadeiramente capaz de adivinhar o que poderá fazer felizes aqueles que o rodeiam? E ele próprio, saberá onde o espera a felicidade?



Marc Levy nasceu em 1961. Passou a maior parte de sua infância no Sul de França. Em 1978, filiou-se ao Comité da Cruz Vermelha francesa, onde recebeu treino intensivo numa das unidades de atendimento. Em 1983, foi promovido a director da Cruz Vermelha numa das suas unidades de resgate urbano. Morou seis anos entre Paris e São Francisco, antes de retornar a França, em 1991, para dirigir o seu escritório de arquitectura.
Em janeiro de 2000, após a publicação do seu primeiro livro, passa a dedicar-se à literatura e a contar histórias para o seu filho. Actualmente, vive entre Londres e Paris.

Livros que já li deste escritor:
E se fosse Verdade...
Voltar a encontrarte
Sete dias para a Eternidade
A Proxima Vez
O primeiro dia
A Última Noite
Meus Amigos, Meus Amores
Ladrão de Sombras


A minha opinião:
O que posso eu mais dizer do meu escritor favorito. As palavras dele deixam-me encantada, parecem poesia, mel para os meus olhos, não consigo para de ler.
Uma mestria nas suas descrições do amor, da amizade que para mim todas as suas palavras valem ouro, carregadas de sentimentos que as quero guardar todas só para mim, para reler e relembrar em todos os momentos que me apetecerem.
Este romance, fala sobre a infância de uma criança que “perde” o seu pai, mas não consegue demonstrar os seus sentimentos para não magoar a mãe. E já na sua vida adulta ainda guardava sentimentos de saudade e de carinho pelo pai, que trocou a sua família por um novo amor.
O pequeno “ladrão” marra-nos a sua incrível história e o facto de descobrir que têm o dom de absorver as sombras das pessoas com quem se cruza. Mas esse dom no princípio até o deixa assustado e sem saber como há de reagir à “troca” de sombras.
Não sei se foi pelo facto de andar bastante emocionada enquanto li-a este romance, mas o que é verdade é que este me marcou bastante e desde as primeiras folhas até ao último paragrafo, fartei-me de chorar. E este facto faz com que este livro seja muito especial, pois consegue mexer muito com os sentimentos das pessoas.
Para quem não conhece Marc Levy aconselho começarem com este primeiro romance. E pelo que já vi pela net, já houve uma pessoa que depois de ler este livro já comprou mais dois livros deste escrito. Acho que fez muito bem.

Um facto engraçado durante o livro todo o escritor não diz qual é o nome do "ladrão de sombras".

Sem comentários: