Insecta Shoes

terça-feira, janeiro 17, 2012

O Chalet da Memoria - Tony Judt

Comecei a ler este livro no dia 12/01/2012 e acabei no dia 16/01/2011

Em Março de 2008 foi diagnosticada a Tony Judt a doença de Lou Gehrig, uma variante de esclerose lateral amiotrófica, progressivamente incapacitante. Tony Judt faleceu dessa doença no verão de 2010.
Esta obra resulta das memórias de Judt escritas durante esse período, memórias "arrumadas" pelo autor como os diversos quartos de um chalet suíço que visitara em criança.
Os pequenos ensaios que compõem esta obra evocam assim as experiências de infância e o crescimento intelectual de Judt. Contudo, sendo pessoais, estes ensaios não deixam de veicular as firmes convicções do autor sobre política, história e cultura.
Judt escreve com a clarividência intelectual e com o estilo polido que o carateriza, mas dando agora a perceber a nítida consciência da passagem do tempo e da sua inegável mortalidade.



Tony Judt (Londres, 2 de janeiro de 1948 — Nova Iorque, 6 de agosto de 2010[1]) foi um historiador, escritor e professor universitário britânico.[2]

Nos últimos anos, Judt lecionava na Universidade de Nova York, na cadeira de Estudos Europeus. Em 2006 foi finalista do Prêmio Pulitzer com o livro "Pós-Guerra", uma análise na Europa de meados da década de 1940 até os primeiros anos do novo milênio[1].

Em março de 2008, Judt foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica. Em outubro de 2009, em consequencia das complicações de sua doença perdeu os movimentos do pescoço para baixo. Tendo sua morte no dia 6 de agosto de 2010.

Sem comentários: