Insecta Shoes

quinta-feira, outubro 03, 2013

A Biblioteca Perdida do Alquimista - Marcello Simoni

A Biblioteca Perdida do Alquimista é o segundo livro da trilogia medieval protagonizada pelo mercador Ignazio de Toledo.

Primavera de 1227. A rainha de Castela desaparece de forma misteriosa. Estranhos boatos correm pelo reino e alguns sugerem até uma intervenção do maligno. Ignazio de Toledo é convocado por Fernando III, o Santo, à sua corte e incumbe o mercador de relíquias de procurar a rainha, presumivelmente sequestrada pelo conde de Nigredo, um alquimista. Em Córdova, para onde foi convocado, Ignazio encontra um velho magister que lhe fala de um livro que todos procuram e que poderá fornecer-lhe indícios sobre o sucedido. Mas no dia seguinte o velho magister é encontrado morto, envenenado…
Os locais mais esotéricos num livro que resulta de uma rigorosa investigação histórica.

A minha opinião:


Este é o segundo volume da trilogia do escritor Marcello Simoni, que começou com o primeiro volume, O Mercador de Livros Malditos, também disponível pelo Segredo dos Livros.

Este escritor que também já trabalhou como arqueólogo, é um perito narrador de romances históricos, que envolvem grandes mistérios, uma boa quantidade de suspense e nos prende logo desde o primeiro capítulo.

Somos transportados para o século XIII, onde a Rainha de Castela (Rainha Branca) é raptada de forma misteriosa. Ignazio Álvarez de Toledo, juntamente com o seu filho Uberto e o seu amigo francês Willalme, são convidados pelo Rei Fernando III de Castela a encontrar a Rainha.

Neste segundo volume, o escritor fala-nos de muitos temas, como é o caso da falsificação de moedas através do processo de alquimia, envenenamentos misteriosos, que mais parecem que as pessoas estão possuídas pelo Diabo. Faz-nos um retrato de pessoas que estão ligadas à Igreja, que são extremamente tradicionalistas e que perseguem os cátaros, pois estes estão a incentivar à heresia. Achei interessante como as várias línguas (latim, francês e espanhol) têm palavras que são pronunciadas quase da mesma forma, mas que têm significados diferentes (Airagne idêntico a Ariane = aranha) e podem causar confusões linguísticas.

Mas aconselho vivamente a leitura deste livro, pois é nos entregue um final muito interessante, onde quase todas as personagens nos vão surpreender, mas o Ignazio é um excelente investigador que possui uma capacidade de dedução fora de serie e que nos vai conseguir explicar todas as relações entre as personagens e seus mais secretos segredos.

Sem comentários: