Insecta Shoes

segunda-feira, maio 04, 2009

Lençois de Cetim - Kathy Lette

Comecei a ler o livro no dia 26 de Abril e acabei no dia 2 de Maio.



Um canal de televisão promove um concurso que implica um casamento e os vendedores são Kit e Shelly - duas pessoas que nunca se encontraram anteriormente. Com o objectivo de ganharem um apartamento de luxo em Docklands, uma lua-de-mel de cinco estrelas e um avultado prémio em dinheiro, é-lhes lançado um repto... Shelly e Kit têm de permanecer casados para conquistarem a recompensa. E enquanto as câmaras de televisão seguem a "benção" matrimonial e todos os passos do casal, torna-se evidente que esta irá ser a primeira e a última experiência em termos de TV real.

Kathy Lette (born 11 November 1958) is an Australian author who has written a number of bestselling books.


Born in Sydney's southern suburbs, she first attracted attention in 1979 as the coauthor (with friend Gabrielle Carey) of Puberty Blues, a strongly autobiographical, proto-feminist teen novel about two 13-year-old southern suburbs girls attempting to improve their social status by ingratiating themselves with the "Greenhill gang" of surfers. The book was made into a successful movie in 1981.

As an adult, Lette became a newspaper columnist and sitcom writer, but returned to the novel form with Girls' Night Out in 1988 and has since written several more successful novels and plays, including Foetal Attraction, Mad Cows in 1996 (which was made into a film starring Joanna Lumley and Anna Friel) and Dead Sexy.

Despite her stereotyping of English people as condescending and unfriendly,[1] and her perceived dislike of men,[2] Lette lives in London and is married to a fellow Australian expatriate, the "silk", television host and author Geoffrey Robertson QC, whom she first met when appearing on his Hypotheticals panel debate show. They have two children, Julius and Georgina. She was earlier married to Kim Williams, now Chief Executive Officer of Foxtel, while he was CEO of the Australian Film Commission.

In 2007, Lette joined Sunrise as a London correspondent a part of the Global Notebook; she kept this position until mid 2007.

With Imogen Edwards-Jones, Lette edited an anthology by prominent women writers of erotic short-stories, In Bed with... (2009), including contributions from Louise Doughty, Esther Freud, Ali Smith, Joan Smith and Fay Weldon, each publishing under a pseudonym.

In April 2009, Lette contributed to the fourth issue of the literary magazine Notes from the Underground with a piece honoring her close friend John Mortimer.[3]

Réunion ou Reunião é um departamento francês no Oceano Índico, localizado a leste de Madagáscar. A ilha principal é uma das duas maiores Ilhas Mascarenhas, sendo o seu vizinho mais próximo a outra: a Maurícia. Reunião tem, no entanto, várias dependências, espalhadas em torno de Madagáscar, no Índico e no Canal de Moçambique. Capital: Saint-Denis.

Tem estatuto de região administrativa, assim como a Martinica, a Guadalupe e a Guiana Francesa.

História



Saint-Denis, capital de Reunião.Reunião foi visitada, embora não colonizada, por marinheiros europeus, árabes e polinésios, e foi reclamada pela primeira vez em 1644 pela Companhia Francesa das Índias Orientais, que levou à ilha colonizadores franceses e escravos africanos. Em 1764 a ilha passou a ser governada diretamente pela França, e as revoltas de escravos que se produziram propiciaram a fuga de muitos para o interior e o estabelecimento de seus próprios povoados. A ilha experimentou uma forte crise, quando a escravidão foi abolida a princípios do século XIX, e os franceses tiveram de importar mão de obra hindu que passaria a modificar a composição demográfica da ilha. Após a 2ª Guerra Mundial, Reunião passou ser Departamento francês, e desde os anos 1970 têm surgido pressões desde os partidos da esquerda para lograr uma maior autonomia para a ilha.



Política

A máxima autoridade da ilha é um Prefeito nomeado pela França, assistido pelos presidentes do Comitê Econômico e Social e do Conselho Geral. Na Assembléia Geral francesa a ilha está representada por três senadores e cinco deputados. Tem estatuto de região administrativa, assim como a Martinica, a Guadeloupe e a Guiana Francesa.

Geografia
Reunião, com uma extensão de 2.510 km2, está situada no Oceano Índico, cerca de 800 km a leste de Madagascar. A ilha têm forma ovalada e está atravessada por duas zonas montanhosas principais: Cirques de Cilaos, Salazie e Mafate, e a zona vulcânica em volta do Piton de la Fournaise.

Economia
O país está primordialmente dedicado à agricultura, predominando o cultivo do milho e o açúcar.



Demografia
A população é formada, principalmente, de proprietários franceses de plantações, camponenses bretões, imigrantes africanos, trabalhadores indianos e comerciantes chineses.

Cultura
Duas importantes figuras do parnasianismo nascidos nesta ilha foram Léon Dierx e Leconte de Lisle.



Alguns artigos apreciados e procurados por quem visita a Reunião são os artesanatos em madeira, tecidos de brilhantes coloridos, telas bordadas nas lojas da capital, essências de flores em Chez Bonoit, Bégue e Guillaume-Saint Paul e espécies como a baunilha (especialmente no mercado de St. Paul).

3 comentários:

Livros de Bia disse...

Adorei a sinopse do livro e a pitadinha de cultura que você postou!!!

Bjs

Bia - Livros de Bia

M disse...

Não é o melhor livro que ja li mas é divertido a shelly green é ca uma personagem

BJ

Borboleta disse...

Parece ser divertido :)