Insecta Shoes

quarta-feira, julho 11, 2012

A Ilusão de Eva - Karin Fossum

A pessoa comum que, acidentalmente, se depara com alguma coisa assustadora ou uma escolha difícil e comprometedora, é muitas vezes o mote usado como ponto de partida para o desenvolvimento daquilo que se transforma, mais tarde, num excitante romance policial. E quando o concepção da ideia se prova credível e estimulante, tal como sucede em «A Ilusão de Eva», de Karin Fossum, uma questão permanece suspensa: o que faria eu numa situação semelhante?
É numa pequena vila norueguesa que encontramos Eva Magnus, uma artista plástica que vive com a sua filha, e que faz parte, precisamente, desse grupo de pessoas comuns. O seu dia é passado a pintar telas a preto e branco, fortes e, simultaneamente, sensíveis, que ninguém compra. Apesar de Eva ser considerada uma artista de futuro prometedor, conforme atesta o seu mérito reconhecido, o difícil é sustentar-se e à filha enquanto a sua carreira continua em baixa. A luta pela subsistência é uma característica cada vez mais comum na sua vida, mas apesar de tudo, trata-se de uma luta digna e dignificante. Eva Magnus escolheu ouvir o apelo das artes e está preparada a pagar qualquer preço… seja ele qual for. A tentação bate à porta da artista, sob a forma de Maria Durban, uma grande amiga de infância de Eva. Maria ganha milhões satisfazendo homens, como prostituta de luxo, e propõe a Eva uma parceria que até a protagonista sente dificuldade em recusar. A escassez de tudo tinha começado a minar o seu sentido moral, e a visionária artista concorda em prostituir-se. Karim Fossum descreve o estado de pobreza de Eva de modo tão convincente, tão próximo, num sentido tão "cinzento" que o leitor é levado a crer que a escolha de Eva não poderia ser mais acertada, até mesmo razoável. Mas o assassinato de Maria e os seus milhões, agora na posse de Eva, vem interpor-se entre as duas amigas e os seus planos conjuntos. O enredo torna-se mais complexo quando Eva, perdida na resolução das questões morais levantadas pelo dinheiro de Maria, se vê envolvida numa investigação policial que ameaça submergir todo o seu futuro à medida que o Inspector Seger se aproxima perigosamente da verdade, unindo fios que ligam dois crimes, aparentemente isolados, que vieram abalar a pacatez duma pequena vila norueguesa.
«A Ilusão de Eva» foi o primeiro grande sucesso de Karin Fossum, um bestseller unanimente aclamado pelo púbico e pela crítica. Traduzida em doze línguas, esta obra-prima, plena de inteligência e acção, granjeou à autora um lugar privilegiado entre os grandes nomes do romance negro no feminino, e será, brevemente, adaptada ao cinema. Uma narrativa de tensão irresistível, palpitante e sugestiva, de grande intensidade psicológica e inegável qualidade literária, que cativa irremediavelmente o leitor da primeira à última página.

Sem comentários: